CABEÇALHO

HIGIENE BUCAL

HIGIENE BUCAL

Higiene Bucal
A ESCOVAÇÃO TEM POR OBJETIVO:
* Eliminar a placa bacteriana;
* Remover os restos alimentares que ficam entre os dentes as gengivas;
* Reduzir as colônias de bactérias que produzem ácidos;
* Evitar a formação de tártaros;
* Estimular a irrigação sangüínea na gengiva;
* Escove os dentes após toda e qualquer refeição.

ESCOVAÇÃO:
HIGIENE BUCAL

A escolha da escova é muito importante.
Ela deve ser macia e estar com as cerdas retas.
O fato da escova ser dura não significa que ela vai limpar melhor os dentes, pelo contrário, ela pode causar problemas como irritação da gengiva e desgaste do dente por abrasão (quando escova de forma incorreta).
Quando as cerdas da escova não estiverem retas é necessário que se troque a escova.
Não devemos colocar a pasta de dente excessivamente, pois não é quantidade de espuma que vai limpar a boca, mas sim a mecânica da escovação. A quantidade de pasta deve ser aproximadamente igual a um grão de feijão para o adulto e metade para a criança.
A escovação deve ser realizada sempre após qualquer refeição, ou seja, SEMPRE após se alimentar.
Ex.: comeu um biscoito - escova; tomou um café - escova; almoçou - escova; chupou uma bala - escova.
Antes de falarmos da técnica de escovação propriamente dita, vamos verificar alguns detalhes:

Local
HIGIENE BUCAL

A escovação deve ser feita, idealmente, em um local de boa iluminação e na frente do espelho, pelo menos no período de aprendizagem da técnica correta. Se você é daqueles que gosta de "andar pela casa" enquanto escova os dentes, com o tempo você assimilará a técnica e conhecerá melhor os seus dentes, podendo dispensar o espelho e retomar seu hábito. Faça isto apenas quando tiver certeza (através de revelação de placa após a escovação) de que sua técnica está sendo eficiente, independente do local onde você está escovando os dentes.
Dica:
Quando você já dominar a técnica de escovação, faça a última escovação do dia na frente da TV!
(Com pouquíssima pasta, ou até mesmo sem pasta de dente...)

A Escova
HIGIENE BUCAL

Dentre as várias marcas e tipos de escova algumas características básicas devem ser observadas:
* Cabeça pequena para alcançar até os últimos dentes;
* Cerdas de nylon macias e agrupadas em tufos;
* Pontas arredondadas para não ferir a gengiva;
* Superfície da parte ativa plana.

Leve sua escova para o dentista ou peça orientação para escolher melhor sua escova.

Observações importantes:
* Lave sempre sua escova com água corrente após o uso, enxugando-a;
* Troque sua escova aproximadamente a cada 3 meses.
Após este período as cerdas ficam "amassadas" e já não possuem tanta eficiência para remover a placa bacteriana.

O Creme Dental (Pasta de Dente)
HIGIENE BUCAL

A escolha adequada do creme dental é feita individualmente para cada pessoa, por isso consulte o seu dentista. Se não for possível adquirir o creme dental indicado, observe sempre ao adquirir outra marca se a este possui flúor em sua composição. Utilize uma quantidade pequena (tamanho de uma ervilha) para escovação.
(Esqueça de todos os comerciais de pasta de dente que você já viu na TV!)

Observação: Não engula a pasta de dente durante ou após a escovação.
O flúor pode ser tóxico se ingerido em grande quantidade.

Horários para Escovação
HIGIENE BUCAL

Escove os dentes ao acordar, isto é um hábito bastante saudável pois ajuda você a enfrentar o dia com mais disposição e um hálito melhor pela manhã.
Além disso, procure escovar os dentes sempre após as principais refeições.
Caso isso não seja possível escove ao menos antes de dormir (a escovação mais importante), pois durante a noite o acúmulo de placa bacteriana é maior devido à redução da quantidade de saliva (que "limpa" a placa) disponível na boca durante a noite.
Ops... Já ia me esquecendo: Escove bem os dentes também sempre que for ao dentista!

Duração
Durante o aprendizado de uma técnica correta você pode levar até 20 minutos por escovação.
Você deve fazer 5 movimentos (descritos abaixo) em cada dente.
Se isto não for possível, concentre na escovação noturna seus esforços para assimilação da nova técnica.
Quando você dominar a técnica de escovação, o tempo total deve ficar em torno de 5 a 10 minutos.

Agora o mais importante:
A Técnica:
HIGIENE BUCAL

A) Dentes Superiores (de cima):
1. Inicie pelos últimos dentes de cima, do lado direito e pela superfície interna seguindo até o lado esquerdo (Movimento de "varrer").
2. Passe à superfície externa dos dentes, iniciando agora pelo lado esquerdo e terminando no direito(Movimento de "varrer").
3. Ainda do lado direito, escove atrás dos últimos dentes e passe a escovar a superfície mastigatória dos dentes até o lado esquerdo. Ao chegar do lado esquerdo escove atrás dos últimos dentes (Movimento de vaivém).

B) Dentes Inferiores (de baixo):
1. Repita o circuito, como indicado para os dentes superiores

C) Escove a língua, Como?
HIGIENE BUCAL

Agora entenda os movimentos:
A) Movimento de "varrer" Inicialmente os movimentos devem ser feitos como se você estivesse varrendo a placa bacteriana da gengiva para os dentes. Para isso a escova deve ser colocada inicialmente inclinada. Junto ao dente e pressionada levemente para limpar o sulco gengival (espaço entre o dente e a gengiva). A seguir, com movimento de rotação "varre-se" a placa bacteriana para fora do dente.
B) Movimento de "vaivém" - Quando estiver escovando as superfícies mastigatórias use movimentos de "vaivém" esfregando a superfície dental para frente e para trás e escove atrás dos últimos dentes.

Repetição dos movimentos
Quanto?
Deve-se repetir os movimentos de 5 a 10 vezes por grupo dental, conforme a maior ou menor tendência de acúmulo de placa bacteriana, indicada pela revelação de placa. Insista com mais movimentos nas regiões onde o acúmulo de placa é maior.

Técnica da "vibração"
Em pessoas com maior tendência à doença periodontal os movimentos básicos e o circuito recomendado são os mesmos.
Porém, por terem o sulco gengival mais profundo, recomenda-se que estas pessoas façam uma leve vibração após pressionar as cerdas contra o sulco.
Isto ajuda a remover restos alimentares que eventualmente estejam nos sulcos, bem como evitar a formação de cálculo no interior destes (dos sulcos).
Use esta técnica quando recomendado pelo seu dentista.

Escovação em crianças
A criança deve adquirir o hábito de escovar os dentes antes dos 2 anos, o mais cedo possível.
Para despertar a curiosidade comece a escovar seus dentes na frente da criança.
Depois, presenteie-a com uma escova infantil para que ela possa imitá-lo.

Importante:
Use uma escova bem macia e de tamanho compatível (pequena) de forma a alcançar todas as superfícies dentais.
A escova infantil pode chamar bastante atenção, ser colorida e com desenhos.

Antes dos 2 anos
HIGIENE BUCAL

Limpe o rebordo, onde virão os dentes, com uma gaze ou fralda umedecidos.
Após o aparecimento dos dentes inicie a criança no hábito da escovação, escovando os dentes já presentes com a técnica descrita abaixo.
A limpeza do rebordo deve ser continuada até a erupção de todos os dentes de leite.

Observação:
Não use pasta de dente nesta idade ou, se desejar, use uma quantidade mínima, pois a criança não deve engolir grande quantidade de pasta de dente.
O flúor é tóxico se ingerido em grande quantidade: De 2 a 7 anos
Fique atrás da criança.
Com a mão esquerda afaste os lábios e bochechas da criança e com a mão direita escove os lados de fora e de dentro em movimentos circulares.
Escove a parte de cima dos dentes (superfície mastigatória) com movimentos de “vaivém”.
Escove também a língua e inicie o uso do fio dental.

Importante:
Aos 6 anos nascem os primeiros molares permanentes.
Acompanhe seu aparecimento e atente para a escovação destes dentes que são (atualmente) os mais atingidos pela cárie devido à falta de cuidados...

Observação: Use uma quantidade mínima de pasta de dente (menor que uma ervilha) e faça com que a criança cuspa a pasta após a escovação.

A partir de 7 anos
HIGIENE BUCAL

Crianças de 7 anos devem escovar seus próprios dentes da seguinte maneira:
Manter os dentes cerrados e escová-los fazendo movimentos circulares no lado de fora.
Repetir o mesmo movimento no lado de dentro.
Escovar a parte de cima (mastigatória) dos dentes com movimento de “vaivém”.
A criança pode também escovar a língua e deve usar o fio dental.
Os pais devem supervisionar a escovação e fazer orientações e, sob orientação do dentista, podem fazer revelação de placa na criança.

Observação:
Não permita que a criança utilize uma quantidade maior que a recomendada (tamanho de uma ervilha) de pasta de dente.
Certifique-se de que a criança não engole a pasta durante ou após a escovação.

Após os 12 anos
Com 12 anos ou mais a criança (ou adolescente) deve utilizar a técnica de escovação recomendada para os adultos.

HIGIENE BUCAL

Técnica correta:
Nos dentes de cima faça movimentos de varredura da gengiva para o dente (de cima para baixo), começando nos dentes de trás do lado esquerdo e terminando do direito, do lado de dentro e do lado de fora.
Depois escovar com movimentos de vaivém a parte que mastiga os alimentos.
Nos dentes de baixo faça movimentos de varredura da gengiva para o dente (de baixo para cima), começando nos dentes de trás do lado esquerdo e terminando do direito, do lado de dentro e de fora.
Depois escovar com movimentos de vaivém a parte que mastiga os alimentos.
Nos dentes da frente, coloque a escova em pé na parte de trás dos dentes, fazendo movimentos de cima para baixo e, nos dentes de baixo, faça de baixo para cima.
Escovar a língua, pois ela pode reter também restos de alimentos, que vão servir de comida para as bactérias, além de causar mau hálito.

FIO DENTAL:
HIGIENE BUCAL

Deve ser usado diariamente, pois ele vai eliminar a placa bacteriana e restos de alimentos que vão se acumular entre os dentes, local que a escova não vai alcançar.
Retire um pedaço suficiente de fio dental.
Unir as duas pontas e dar um nó.
Deslize suavemente o fio entre o dente e a gengiva.
Não devemos passar a mesma parte do fio dental entre os dentes.
À medida que passa o fio, devemos ir girando o mesmo, de forma que não foi passado entre outros dentes, não correndo risco de levar bactérias para um local onde elas não estavam antes.

O maior objetivo do fio ou fita dental é a remoção da Placa Bacteriana, e não a remoção do alimento, este deve ser removido por consequência do uso.

FLÚOR:
HIGIENE BUCAL

1) O USO DO FLÚOR
O Flúor é uma substancia universalmente utilizada no tratamento preventivo das cáries.
Embora o seu mecanismo de ação não seja totalmente explicado, sabe-se que ele atua diretamente no processo de remineralização e desmineralização do dente, de maneira que a sua presença sobre o dente controla e até mesmo impede a cárie, que nada mais é que a perda de minerais do dente, quando este é submetido a longos períodos em meio ácido.
Estes ácidos são resultado da ação de bactérias sobre os resíduos alimentares e açúcares.
É extremamente importante que o flúor esteja presente constantemente na boca.
Para isso é importante que o seu dentista adote uma terapia criteriosa do uso do flúor, indicando aplicações tópicas profissionais (no consultório), bochechos, cremes dentais etc , isso depende do seu grau de risco de cárie.
O flúor está indicado em todas as idades e não só para as crianças.
Consulte o seu dentista e informe-se bem sobre o flúor e suas indicações.
O flúor é um dos elementos mais importantes na prevenção da cárie, pois fortalece o esmalte dos dentes.
Pode ser encontrado na água tratada de abastecimento público, alimentos, creme dental, líquidos para bochechos e em gel para aplicação tópica.
O flúor não deve ser usado em excesso, pois pode causar problemas (fluorose, intoxicação).
Por isso só use flúor com orientação de um dentista.

ALIMENTAÇÃO:
O açúcar é um grande inimigo dos dentes, por isso é necessário uma "convivência inteligente" com ele, de forma que devemos fazer o uso racional do mesmo.
HIGIENE BUCAL HIGIENE BUCAL

Quanto menos açúcar na nossa dieta, melhor para a nossa saúde e para a integridade dos nossos dentes.
Alimentação ideal: frutas, verduras, legumes, ovos, leite (sem açúcar) e carne.
HIGIENE BUCAL

OBSERVAÇÃO:
Como não é possível eliminar totalmente o açúcar, deve-se limitá-lo (quando muito) às sobremesas.
Doces, balas, sorvetes, pirulitos, chocolates e outros devem ser dados somente nas sobremesas, lembrando que deve ser feito uma escovação rigorosa logo em seguida.

HÁBITOS NOCIVOS:
HIGIENE BUCAL

Devemos eliminar alguns hábitos nocivos como: usar palito, levar objetos estranhos à boca (caneta, pedaços de pau, matinhos etc), chupar frutas cítricas freqüentemente etc.

SELAMENTO DOS SULCOS E FISSURAS DOS DENTES
HIGIENE BUCAL

Os selantes são materiais resinosos que atuam mecanicamente como uma barreira, que impede que os resíduos alimentares se acumulem no interior dos pequenos sulcos e fissuras dos dentes.
Não havendo resíduos alimentares disponíveis nestas fissuras não há cárie, uma vez que a cárie só ocorre quando estes resíduos são metabolizados pelas bactérias formando ácidos com capacidade de dissolver os minerais que formam o dente.
É um tratamento simples ,de custo baixo, indolor e que quando bem realizado reduz em 99% as cáries nestas regiões que são as primeiras a apresentar lesões cariosas.
É importante que seu dentista use um material de boa qualidade e específico para este serviço, pois do contrário, se houver o deslocamento do material, acontecerá acúmulo de resíduos alimentares e o aparecimento das cáries.
Particularmente, achamos que o selante é , desde que bem indicado e executado, a maneira mais eficiente de prevenção da cárie nestas regiões de sulcos e fissuras.

CUIDE DE SEU DENTES, AFINAL, ELE É O SEU CARTÃO DE VISITA.

HIGIENE BUCAL