CABEÇALHO

PERICORONARITE

pericoronarite

PERICORONARITE
Em muitos jovens com idade entre 17 e 21 anos pode ocorrer um fenômeno chamado pericoronarite.
Ela ocorre durante a erupção dos terceiros molares e é caracterizada por inchaço e, em alguns casos, drenagem de pus para a região dos terceiros molares.
A pericoronarite, inflamação da gengiva que recobre esses dentes, gera grande desconforto ao indivíduo.

Os sintomas são dor localizada ou irradiada pela mandíbula; inchaço local ou na região do pescoço abaixo da mandíbula; dificuldade na abertura e fechamento da boca; dificuldade para falar, mastigar e engolir; dores na ATM (articulação têmporo-mandibular).

A pericoronarite pode ser evitada com rigorosa higiene bucal, através da escovação e do uso do fio dental na região dos terceiros molares, evitando o acúmulo de alimentos e placa bacteriana.
Além disso, pode ser feito bochecho com enxaguatório bucal.

O tratamento da pericoronarite é realizado pelo cirurgião-dentista.
É ele quem vai fazer o correto diagnóstico e determinar o melhor tratamento.
Bochechos com anti-sépticos bucais ou a aplicação de água oxigenada 10 volumes são parte do tratamento.
Para alívio do desconforto e controle da inflamação, pode ser prescrito analgésico e antiinflamatório.
Se necessário, ainda, pode ser prescrito antibiótico para controlar a infecção.
Quando a inflamação e a infecção estiverem controladas pode ser realizada a remoção cirúrgica do excesso de gengiva que recobre o dente através de procedimento cirúrgico.