CABEÇALHO

FENDA PALATINA

fenda palatina

As fissura lábio-palatal são aberturas uni ou bilaterais na boca, devido a problemas na formação embrionária (3ª a 7ª semana para o lábio e 4ª a 12ª semana para o palato), associadas a defeitos genéticos (30%) ou geralmente por fatores extrínsecos múltiplos (70%), como:doenças, estresse, uso de drogas/medicamentos, traumatismos, desnutrição e alguns não determinados.

Algumas orientações devem ser observadas:
* A cirurgia de platoplastia é realizada por volta dos 18 meses de idade.
* Acriança deve estar em boas condições de saúde, sem infecções agudas, gripes fortes ou outras viroses (a otite média é muito comum nessa criança, o que não contra-indica a cirurgia).
* A criança deverá estar de jejum por 5 horas para a cirurgia que é realizada sob anestesia geral em mais ou menos 3 horas, com 24 a 48 hr de internação.
* No caso do paciente estar usando algum tipo de aparelho ortodôntico ou ortopédico fixo, deverá procurar o dentista para a retirada do mesmo e orientação do uso após a cirurgia.

Pós - Operatório
* A presença de sangramento oral é uma constante neste tipo de cirurgia, pois o palato é muito irrigado e um grande deslocamento é realizado.
* Este sangramento diminui no 2º dia de pós operatório, desaparecendo as poucos. Usam-se líquidos gelados para aliviar.
* A criança deverá ter muita dificuldade para engolir, até mesmo a própria saliva, por isto é muito comum a criança babar um pouco nos primeiros dias após a cirurgia.
* A dieta deverá ser líquida e pastosa nos primeiros 30 dias de pós operatório: sopas, mingaus, vitaminas, sucos, etc., sem, no entanto, deixar cair à qualidade da dieta oferecida ao paciente; a alimentação deverá ser rica em vitaminas naturais e ferro, além de hidratação abundante.
* Lembre-se que o paciente perde muito sangue nesse tipo de cirurgia.
* É proibido balas, pães, biscoitos ou outros tipos de alimentos sólidos ou de chupar.
* Evitar que a criança chore.
* Dar analgésicos se necessário ou acalentar a criança.
* O esforço do choro força as linhas de sutura e causam mais dor, assim como podem causar deiscência (abertura) da sutura.
* O paciente deverá fazer repouso nos primeiros dias de pós-operatório, evitar o sol forte assim como praticar atividades mais forçadas durante 15 a 20 dias.
* Observar a medicação prescrita.
* Para higiene oral, em crianças maiores ou adultos, poderá ser usada alguma solução antiséptica oral para bochechos e gargarejos.
* Muito cuidado com a escovação dos dentes para não ferir a área operada.
* Os pontos caem espontaneamente por volta do 20º a 30º dia, não sendo necessária a retirada dos mesmos.
* Após cada alimentação, o paciente deverá engolir um pouco de água ou apenas bochechar para retirar os detritos alimentares que por acaso estejam agarrados ao céu da boca.
* Um mês após a cirurgia, deverá ser retomado (ou iniciar) o tratamento ortodôntico, fonoaudiológico e acompanhamento pediátrico.
* Cirurgias complementares poderão ser necessárias (labioplastia, palatoplastia secundária, rinoplastia, enxerto ósseo maxilo-alveolar etc.) a partir de 4 a 6 meses após uma intervenção.